O que fazer se cair na malha fina? Passo a passo completo!

Sua declaração do IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física) está com status de Declaração com Pendências? Bem-vindo à Malha Fina. Mas fique tranquilo, não há motivos para pânico. Vamos mostrar o que fazer para sair da Malha Fina.

leao

Cair na Malha Fina não é o fim do mundo. Não significa que você está sonegando impostos ou cometendo algum crime.

Segundo a própria Receita Federal, a Malha Fina é apenas uma Revisão da sua Declaração, onde a Receita faz verificações nos dados que você informou. Uma olhada mais de perto.

O que fazer para saber se estou na malha fina?

A primeira coisa a se fazer é realmente descobrir se está na malha fina. O processo é muito simples, você deve acessar o site da Receita Federal e abrir o Extrato da Declaração. Para acessar seu Extrato, você vai precisar do seu número de CPF e do número do recibo da Declaração.

O próprio site da Receita disponibilizou um manual bem detalhado com o passo a passo inteiro para consultar seu extrato, faça download do manual aqui.

Resultados do Extrato:

  1. Processada: Alívio, tudo está em ordem com sua declaração e se houver alguma restituição, ela vai cair na sua conta;
  2. Em processamento: Sua declaração está em análise e nada está decidido ainda, aguarde mais alguns dias e verifique novamente;
  3. Pendências: Você está na malha fina. O extrato irá mostrar exatamente o que a Receita Federal considerou uma pendência;

Por que estou na malha fina?

A Receita pode te colocar na malha fina nestes casos:

  1. Erros no preenchimento do formulário
  2. Tentativa de sonegação
  3. Situação que requeira esclarecimentos

Erros mais comuns no preenchimento do Imposto de Renda

  • Diferença entre o valor recebido e declarado: Pessoas que recebem salários de mais de uma empresa e esquecem de declarar um salário recebido;
  • Erro de digitação nos valores dedutíveis, como férias e imposto retido, por exemplo;
  • Gastos médicos ou deduções anormais, com valorer muito acima dos anos anteriores, por exemplo;
  • Um dependente aparece no Imposto de Renda de duas pessoas. Lembre-se, uma pessoa só pode ser declarada dependente de um contribuinte. Assim, o filho é dependente ou do pai, ou da mãe, mas não dos dois ao mesmo tempo;

É muito importante sair da malha fina o quanto antes. Se você tem direito à Restituição do Imposto de Renda, esta restituição só será depositada na sua conta cerca de 10 dias após a regularização.

Se você não tiver direito à Restituição, mas houver algum imposto que você ainda deva pagar, você pode pagar multa de até 20% do valor devido, se demorar mais de 60 dias para efetuar o pagamento.

Além disso, pendências não resolvidas junto à Receita Federal podem dificultar ou até mesmo impedir um visto para viagem ao exterior ou concorrer em um concurso público.

O que fazer para sair da malha fina?

Primeiro, volte ao seu Extrato da Declaração e reveja qual é mesmo a pendência.

A declaração retida em malha tem informações incorretas: Faça uma declaração Retificadora, usando o mesmo programa da declaração. Ao abrir o programa, responda “Sim” quando ele perguntar “Esta é uma declaração retificadora?” e corrija todas as pendências apontadas pela Receita Federal. Depois, transmita novamente.

A declaração está correta e você tem os recibos e documentos: Aqui você tem duas opções.

A primeira é não fazer nada e esperar a Receita reprocessar a pendência e, se ainda encontrarem algum problema, chamá-lo para levar a documentação até a Receita;

A segunda é agendar uma visita para levar seus recibos à Receita. Não há agendamento por telefone, nem pessoalmente na Receita. Para agendar, siga estes passos:

  1. Primeiro, crie seu código de acesso ao eCAC neste link;
  2. Acesse o extrato do IRPF;
  3. Clique na pendência informada;
  4. Selecione a opção para iniciar o agendamento;
  5. Escolha data e horário disponíveis para o atendimento;
  6. Clique na opção para preencher o requerimento;
  7. Preencha as informações solicitadas. Ao final devem ser impressos os Termos de Intimação e de Atendimento.
  8. Compareça à Receita Federal onde seu atendimento foi agendado levando: O comprovante de agendamento, o termo de intimação assinado nas duas vias, o termo de atendimento assinado nas duas vias, os originais e cópias dos documentos e recibos que comprovam que sua declaração está correta.

Links muito úteis: